17 agosto 2011

DANDO UM TEMPO


Estou dando um tempo do blog. Em breve estarei de volta.

15 julho 2011


Autor desconhecido

“E que o lenço, que estivera sobre a cabeça de Jesus, não estava com os panos, mas enrolado num lugar à parte."(João 20:7)

Porque Jesus dobrou o lenço? Porque Jesus dobrou o lenço que cobria sua cabeça no sepulcro
depois de sua ressurreição?


Eu nunca havia detido minha atenção a esse detalhe...... João 20:7 nos conta que aquele lenço que foi colocado sobre a face de Jesus não foi apenas deixado de lado como os lençóis no túmulo.

A Bíblia reserva um versículo inteiro para nos contar que o lenço fora dobrado cuidadosamente e colocado na cabeceira do túmulo de pedra. Bem cedo pela manhã de domingo, Maria Madalena veio à tumba e descobriu que a pedra havia sido removida da entrada.
Ela correu e encontrou Simão Pedro e outro discípulo, aquele que Jesus tanto amara, disse ela, "Eles tiraram o corpo do Senhor e eu não sei para onde eles o levaram.."
Pedro e o outro discípulo correram ao túmulo para ver. O outro discípulo passou à frente de Pedro e lá primeiro chegou.

Ele parou e observou os lençóis lá, mas ele não entrou. Então Simão Pedro chegou e entrou.
Ele também notou os lençois ali deixados, enquanto o lenço que cobrira a face de Jesus estava dobrado e colocado em um lado.
Isto é importante? Definitivamente. Isto é significante? Sim.

Para poder entender a significância do lenço dobrado, você tem que entender um pouco a respeito da tradição Hebraica daquela época.

O lenço dobrado tem que haver com o Amo e o Servo, e todo menino Judeu conhecia a tradição.
Quando o Servo colocava a mesa de jantar para o seu Amo ele buscava ter certeza em fazê-lo exatamente da maneira que seu Amo queria.

A mesa era colocada perfeitamente e o Servo esperaria fora da visão do Amo até que o mesmo terminasse a refeição.
O Servo não se atreveria nunca tocar a mesa antes que o Amo tivesse terminado a refeição.
Se o Amo tivesse terminado a refeição, ele se levantaria, limparia seus dedos, sua boca e limparia sua barba e embolaria seu lenço e o jogaria sobre a mesa.
Naquele tempo o lenço embolado queria dizer: "Eu terminei".

Eu não sabia a respeito....Se o Amo se levantasse, e deixasse o lenço dobrado ao lado do prato, o Servo não ousaria em tocar a mesa porque o lenço dobrado queria dizer: "Eu voltarei!"

14 julho 2011

Pai de santo que matou menino em ritual de magia negra é preso pela polícia

Em abril de 1989, em Goiânia (GO), o pai de santo Willian Domingos da Silva sacrificou um menino em um ritual de magia negra. Condenado pelo Tribunal do Juri em janeiro de 2009 a 19 anos de prisão, ele foi pego pela polícia somente agora.

Silva foi acusado pelo Ministério Público de crime cruel cometido por motivo torpe e sem dar chance de defesa à vítima.

A esteticista Elsa Soares da Silva, que encomendou o ritual, foi condenada a 18 anos de prisão, mas ela está livre no exterior à espera do julgamento dos recursos aos quais recorreu.

Pela versão da acusação, Elsa procurou o terreiro de candomblé Axé Ilê Oxalufá para que Silva providenciasse que o seu ex-namorado se desse mal no novo relacionamento.

O pai do santo aceitou o “trabalho”, mas disse que precisaria de um menino para sacrifício. Elsa lhe entregou Michel Mendes, que morava com a tia dele, na vizinhança da esteticista.

Durante o ritual de magia negra, o pai de santo espancou o menino, tirou três dentes dele, amputou os dedos de suas mãos e o decapitou. O corpo foi encontrado 13 dias depois em uma cova rasa perto do terreiro.

Ao ser preso, Silva se mostrou conformado. Disse que, já que fora condenado, não lhe resta alternativa senão cumprir a pena.

Mas o pai de santo continua dizendo ser inocente, porque, afirmou, quem matou o menino não foi ele, mas as entidades que na ocasião incorporava.

Para cópia deste conteúdo, é obrigatória a publicação do link www.amigodecristo.com

04 julho 2011

Homossexuais sul-africanas sofrem com onda de "estupros corretivos"

Segundo estimativas, 31 mulheres já morreram assim nos últimos dez anos

Uma onda de casos de estupro e assassinatos cometidos por homens contra mulheres homossexuais, aparentemente com o objetivo de "corrigir" suas orientações sexuais, está assustando a África do Sul.

Segundo estimativas, pelo menos 31 mulheres já morreram no país vítimas desse tipo de ataque nos últimos dez anos.

Mais de dez homossexuais mulheres são estupradas - por indivíduos ou coletivamente - por semana apenas na Cidade do Cabo (sul do país), segundo a Luleki Sizwe, uma organização de apoio a vítimas de violência sexual.

Segundo a fundadora da ONG, Ndumie Funda, muitos outros casos não são relatados ou porque as vítimas têm medo que a polícia as ridicularize ou que seus agressores voltem a procurá-las.

- Os casos reportados pela imprensa não são nem a ponta do iceberg. Lésbicas têm sido atacadas em municípios sul-africanos diariamente.

Vítimas
Noxolo Nkosana, 23, da Cidade do Cabo, foi vítima recentemente desse tipo de agressão.

Certa noite, quando retornava para casa com sua namorada, ela foi esfaqueada por dois homens - um deles morador da mesma comunidade que ela.

- Eles estavam andando atrás de nós. Começaram a me xingar e a gritar: “Ei, sua lésbica, vamos te mostrar”.

Antes que pudesse reagir, ela foi atacada com uma faca em suas costas - dois golpes rápidos, que a derrubaram. Semiconsciente, sentiu mais duas facadas.

- Tinha certeza de que eles iam me matar.
Em abril, Noxolo Nogwaza foi estuprada por oito homens e morta no município de KwaThema, perto de Johanesburgo. Sua face e sua cabeça ficaram desfiguradas por conta das pedradas que recebeu. Ela foi atacada também com pedaços de vidro.

Em 2008, um outro caso teve forte repercussão. A ex-jogadora de futebol e ativista dos direitos homossexuais Eudy Simelane foi estuprada por uma gangue e esfaqueada 25 vezes no rosto, no tórax e nas pernas. Dois dos acusados foram condenados pela Justiça, e outros dois foram absolvidos.

Relatos de vítimas que foram ridicularizadas por policiais também são constantemente relatados pela comunidade gay do país. Thando Sibiya, uma homossexual da comunidade de Soweto, em Johanesburgo, conta que alguns policiais dão tratamento “humilhante” às vítimas.

- Alguns policiais dizem: “Como você pode ser estuprada por um homem se não se sente atraída por eles?” Eles pedem que você explique como se sentiu ao ser violentada. É humilhante.

Ela disse também conhecer duas pessoas que denunciaram terem sido estupradas à polícia, mas desistiram do caso por terem sido maltratadas pelas autoridades.

'Não-africano'
Para alguns, a origem do problema está nos bolsões conservadores da sociedade africana que não aceitam a homossexualidade, em especial entre mulheres.

De acordo com Lesego Tlhwale, do grupo de defesa dos direitos dos homossexuais africano Behind the Mask, há um preconceito enraizado na sociedade local.

- As sociedades africanas ainda são patriarcais. Ensinam às mulheres que elas devem se casar com homens, e qualquer coisa que escape disso é vista como errada. O casamento entre duas mulheres é visto como algo não-africano. Alguns homens se sentem ameaçados por isso e tentam "consertar" [a situação].

Ela notou que as mulheres que foram mortas nos ataques recentes são descritas como masculinizadas.

- [Os agressores] dizem que elas estão roubando suas namoradas. É um senso distorcido de posse e uma necessidade de proteger sua masculinidade.

A África do Sul é o único país do continente - e um de apenas dez no mundo - que legalizou o casamento homossexual. A Constituição proíbe especificamente qualquer tipo de discriminação por orientação sexual.

Mas, na prática, o preconceito permanece comum.
Nas ruas de Johanesburgo, é fácil encontrar homens que apoiem a ideia do “estupro corretivo”.

Para Thulani Bhenu, “é como se [as lésbicas] estivessem dizendo a nós, homens, que não somos bons o suficiente”.

Registros
Pouquíssimos casos de agressões contra lésbicas resultaram em condenações judiciais.

Ninguém sabe ao certo quantos dos 50 mil casos de estupro reportados anualmente na África do Sul são cometidos contra homossexuais, já que a orientação sexual das vítimas não é registrada.

Mas, após a morte de Nogwaza - e de um abaixo-assinado com 170 mil assinaturas de todo o mundo pedindo o fim dos “estupros corretivos” - o Departamento de Justiça local começou a montar uma equipe cuja missão é desenvolver uma estratégia de combate a crime homofóbicos.

Também está em debate a adoção de penas mais duras para casos em que a orientação sexual da vítima seja um fator determinante no crime.

Noxolo Nkosana teme ser atacada novamente, mas se recusa “a voltar para o armário”, ou seja, de fingir que é heterossexual.

- Fizeram de mim uma vítima em meu próprio bairro, mas não vou deixar que eles vençam', disse. 'Não podem impedir que eu seja quem eu sou.

Lesego Tlhwale, do grupo Behind the Mask, diz que as homossexuais estão, em geral, bastante preocupadas.

- Estamos observando um aumento nos ataques contra lésbicas nos meses recentes. Todas estão com medo de ser a próxima vítima.

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Cientista prevê a "cura" do envelhecimento

Se as previsões de Aubrey de Grey estiverem certas, a primeira pessoa a comemorar seu aniversário de 150 anos já nasceu. E a primeira pessoa a viver até os mil anos pode demorar menos de 20 anos para nascer.

Biomédico gerontologista e cientista-chefe de uma fundação dedicada a pesquisas da longevidade, De Grey calcula que, ainda durante a sua vida, os médicos poderão ter à mão todas as ferramentas necessárias para "curar" o envelhecimento ¿ extirpando as doenças decorrentes da idade e prolongando a vida indefinidamente.

"Eu diria que temos uma chance de 50% de colocar o envelhecimento sob aquilo que eu chamaria de nível decisivo de controle médico dentro de mais ou menos 25 anos", disse De Grey numa entrevista antes de proferir uma palestra no Britain's Royal Institution, uma academia britânica de ciências.

"E por 'decisivo' quero dizer o mesmo tipo de controle médico que temos sobre a maioria das doenças infecciosas hoje", acrescentou. De Grey antevê uma época em que as pessoas irão ao médico para uma "manutenção" regular, o que incluiria terapias genéticas, terapias com células-tronco, estimulação imunológica e várias outras técnicas avançadas.

Ele descreve o envelhecimento como o acúmulo de vários danos moleculares e celulares no organismo. "A ideia é adotar o que se poderia chamar de geriatria preventiva, em que você vai regularmente reparar o danos molecular e celular antes que ele chegue ao nível de abundância que é patogênico", explicou o cientista, cofundador da Fundação Sens (sigla de "Estratégias para a Senilitude Programada Desprezível"), com sede na Califórnia.

Não se sabe exatamente como a expectativa de vida vai se comportar no futuro, mas a tendência é clara. Atualmente, ela cresce aproximadamente três meses por ano, e especialistas preveem que haverá 1 milhão de pessoas centenárias no mundo até 2030.
Só no Japão já há mais de 44 mil centenários, e a pessoa mais longeva já registrada no mundo foi até os 122 anos. Mas alguns pesquisadores argumentam que a epidemia de obesidade, espalhando-se agora dos países desenvolvidos para o mundo em desenvolvimento, poderá afetar a tendência de longevidade.

As ideias de De Grey podem parecer ambiciosas demais, mas em 2005 o MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) ofereceu um prêmio de 20 mil dólares para qualquer biólogo molecular que provasse que as teorias da Fundação Sens são "tão erradas que nem são dignas de um debate bem informado". Ninguém levou a bolada.

O prêmio foi instituído depois que um grupo de nove cientistas influentes atacou as teorias de Grey, qualificando-as de "pseudociência". Os jurados concluíram que o rótulo não era justo, e argumentaram que o Sens "existe em um meio termo de ideias ainda não testadas que algumas pessoas podem considerar intrigantes, mas das quais outras estão livres para duvidar."

Notícias Cristãs com informações da Reuters via Terra

NEUZA ITIOKA E A VOLTA DE JESUS CRISTO


Apóstola brasileira afirma que Jesus voltará perto de 2017 e 2018 após Iluminates e ONU se unirem pelo anti-cristo

Neuza Itioka, nascida em 13 de abril de 1942, é uma apóstola brasileira. Fundadora e presidente do Ministério Ágape Reconciliação. Neuza foi consagrada ao ministério apostólico em Agosto de 2002.
Neuza é Bacharel em Teologia (Faculdade Metodista Livre), formada em Pedagogia pela USP e doutora em Missiologia pelo Seminário Teológico Fuller. Desde 1988 vem atuando na área de Libertação, Cura Interior e Batalha Espiritual.

Em carta enviada de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, aos Cristãos, a Apostola afirma que após assistir a um filme vendido na internet, se preocupou a cerca do que seria uma Nova Ordem Mundial supostamente criada pelas 13 famílias mais ricas do mundo, estes seriam os Iluminates que junto com a ONU estariam trabalhando para acelerar a vinda do anti-cristo.

Segundo ela, nos próximo 6 anos teremos tempos difíceis para os Cristãos, até a volta de Jesus por volta de 2017 ou 2018, quando Cristo inauguraria “seu reinado do milênio”. Neusa Itioka também previu para os próximos anos a eliminação de 90% da população mundial.
A teoria de Neuza a cerca da volta de Jesus se baseia na profecia do Rabino Ben Samuel, morto em 1217, que teria dito que 2017 seria um ano especial para Israel.

A fundadora do Ministério Ágape também pediu muitas orações e jejuns, recomendou ler 20 vezes os dois livros de Tessalonicenses e alertou que muitos evangélicos não irão ter com o Pai devido a suas condutas, mudanças de opinião ou pouca dedicação a Deus.


Confira a carta na íntegra:

Amados no Senhor Jesus Cristo.
Viemos para esta cidade, passar alguns dias como férias merecidas. Mas, na realidade, o Deus tem nos direcionado a buscá-Lo. Estamos lendo a Palavra, para ouvi-Lo e nos fortalecendo em jejum e oração.
Neste ano que está passando, 2010, uma das diversas coisas que fizemos foi de orarmos e trabalharmos para que princípios do reino fossem estabelecidos, através do novo governo.
Mas, aparentemente o que se vê, é a tendência da iniqüidade se multiplicar.
E assim como Igreja e como nação, teremos de enfrentar uma situação difícil aos olhos dos servos de Deus. Mas, mesmo assim glorificamos a Deus, por que Ele está em controle!! O Senhor reina, como diz o salmista. No meio de aparente caos, o Senhor está em perfeito controle.

E, assistindo aos DVDs da NOVA ORDEM MUNDIAL, apregoado por vários líderes, especialmente, as 13 famílias mais ricas e poderosas do mundo, famílias essas que se colocam como dominadores do mundo, entendemos claramente, que o Brasil caminha a passos largos, pela agenda da Elite Mundial.
O nosso governo adotou a agenda da Elite Mundial, chamada Iluminates, agenda essa adotada pela ONU, Organização das Nações Unidas. E, isto está acontecendo para acelerar a vinda de Anti Cristo.

Assim, entendemos que tudo contra o que lutamos está dentro do programa deles:
a dissolução de família;
a aprovação do aborto;
o infanticídio;
agenda homossexual;
a pedofilia;
a educação sexual pervertida das crianças;
a adoção da feitiçaria como uma das nossas raízes – cultura africana;
eliminação de símbolos religiosos de toda repartição pública da nação;
a tentativa de fazer do Brasil, um modelo light de socialismo;
imposição de imposto às igrejas evangélicas;
a supressão da liberdade religiosa e liberdade de expressão.
E, esta insistência de se alinhar com nações que têm como alvo, a eliminação de Israel do mapa também está dentro desta visão.

Perguntávamos, por que o nosso governo estava se conduzindo de maneira tão louca e irracional, desrespeitando a visão e a convicção mais conservadora da grande população brasileira e apresentando um programa diametralmente oposto ao povo evangélico que cresce cada dia, a despeito de todos os problemas que apresentamos.
Hoje, entendemos que de fato está acontecendo. O nosso governo juntamente com outros é apenas marionetes na mão dos dominadores deste mundo.

Diante de tudo isto, o que Deus tem falado é que neste futuro próximo, á partir de 2011, teremos momentos difíceis de tristeza, sofrimento e dor.
E, para enfrentarmos esta situação, temos que buscá-Lo, em jejum e oração.
Se até agora, trabalhamos muito, e, vamos ter de trabalhar mais. E, os verdadeiros guerreiros descobrirão o descanso espiritual, em meio a luta, pois a guerra é do Senhor.
Ele nos deu armas: a espada do Espírito, com Palavra de Deus que se transforma em decretos poderosos; a tocha flamejante que se constitui de mãos ungidas que se levantam para guerrear; a revelação da estratégia de Deus.

E, como apóstolo Paulo diz aos Tessalonicenses que conservemos a fé e confiança absoluta em Deus, na sua bondade ilimitada e no seu grandioso poder, em todas as circunstâncias, sejam de perseguição ou injustiça; que a nossa esperança na salvação prometida por Deus, seja constantemente renovada; e a nossa perseverança em seguir a Jesus Cristo, em meio ao sofrimento seja inabalável; e que o amor a Deus e para uns pelos outros seja algo transbordante nas nossas vidas. Recomendamos ao povo mais próximo que lesse 20 vezes a epístola, I e II.

Deus nos disse, em recado pessoal que, para este tempo, a arma mais poderosa é o amor. Devemos receber o amor renovado de Deus, cultivá-lo, para que a força dele nos una, destruindo toda barreira entre os irmãos, para confrontamos o inimigo.

A crise, a perseguição, as dificuldades vão mostrar, verdadeiramente, quem somos.
Muitos continuarão a lutar e apregoar os valores do reino: a santidade, a obediência a Deus, a honra a Palavra, a verdade, a vida plena em Cristo; a expansão do reino, a missão da Igreja; a guerra espiritual, a libertação e a cura.
Mas outros vão se conformar tanto com a Nova Ordem Mundial que vão se alistar ao programa de eliminação de 90% da população mundial, quer através de guerras, quer através de disseminação ilimitada das drogas; quer através do holocausto silencioso e imperceptível de milhões de abortos, sacrifício dos fetos no altar de Moloque; quer por destruição paulatina da família.

Deus já nos ordenou que temos de nos arrepender, pela Igreja que dorme o seu sono da última hora, antes do aparecimento do Noivo.
Este arrependimento consiste em chorar, agonizar e confessar por identificação os pecados dos líderes da Igreja que traíram a Noiva de Cristo: arrependemo-nos por aqueles que venderam a igreja; que a conduziram ao engano, que estabeleceram alianças direta e indiretamente com Nova ordem Mundial, através das alianças. Devemos nos arrepender pelo povo, idólatra dos seus líderes, ignorante da Palavra, que está sendo conduzido para o inferno, sem saber.
O nosso arrependimento inclui também arrependimento por milhares de crentes que estão se direcionando ao inferno, estão brincando como seguidores de Jesus Cristo. O evangelho de Jesus Cristo que iniciava com o negar a si mesmo, foi substituído pelo Evangelho de engorda do EU e da prosperidade barata, de construir os seus impérios e a busca do paraíso na terra.

O arrependimento pela idolatria do ministério, da reputação, da fama e do sucesso a qualquer preço, está deixando o povo susceptível ao engano e a cegueira espiritual que o leva a seguir falsos pastores, mestres, profetas e apóstolos, o que Jesus Cristo havia nos advertido, há muito tempo. É bom lembrar das revelações que o Senhor trouxe a 7 jovens da Columbia, USA, em 1996, de que no inferno, no pior lugar de maior tortura, quem se encontram são os que, um dia conheceram a Deus e que pregaram uma coisa, mas viveram outra, se contradizendo.

De acordo com alguns estudiosos e profetas e incluindo o rabino Ben Samuel que profetizou, que provavelmente, perto de 2017 ou 18, o Messias Jesus estaria inaugurando o seu reinado do milênio.
Sim, de acordo com os acontecimentos, a figueira que representa Israel floresceu em 1947 e o Senhor disse que, a geração que assistiu o florescimento não passaria, até que todas estas coisas acontecessem. Uma geração dura 70 anos. De 1947 mais 70 anos corresponde a 2017. ( Lc. 21; 29-33)
Aparentemente, o Messias está para voltar, logo e logo.
Você e eu poderemos estar no meio desta igreja que sobe ou fica. Pois uma parte participou da boda do cordeiro, mas a metade não, de acordo com a parábola de dez virgens (Mt. 25:1-12) e de acordo com Apocalipse 12, a mulher , a Igreja deu a luz um menino que foi arrebatado e a mulher teve que ir para o deserto. Seremos a igreja que vai para o deserto ou faremos parte do filho que vai ser arrebatado, por Deus. Portanto, quando virmos estas coisas acontecendo, devemos levantar as nossas cabeças por que estará próxima a nossa redenção.

E, de acordo, com a sua Palavra, continuamos a trabalhar muito, orando e profetizando a transformação das nossas famílias, igrejas, vilas, bairros, cidades e nações.
Que você seja vitorioso, segundo os planos de Deus, neste 2011. Veremos a bondade de Deus, o seu poder e a sua misericórdia pelo povo de Deus, em meio aparente caos. Pois Ele Reina.

03 julho 2011

A era do desassossego


É de impressionar o que aconteceu com a alma humana nas últimas décadas.

As pessoas ficaram muito mais doentes...

Fragmentação é a palavra que melhor define o que está acontecendo com o ser humano urbano no planeta Terra.

Um dos lugares onde tal fragmentação aparece de modo cada vez mais marcante é nas relações de natureza afetiva.

Tanto de homens como de mulheres o que ouço cada vez são queixas.

As mulheres falam da falta de consciência dos homens a respeito do significado de um casamento de verdade.

Já os homens se queixam do fato de que não sabem se podem confiar em suas esposas, posto que saibam como todo mundo está dando mole pra todo mundo — e esse medo masculino talvez seja também resultado de que o homem julga a mulher sexualmente, agora, pelos seus próprios critérios masculinos; e imagina que ela ‘deseja interiormente’ do mesmo modo que em geral acontece com o homem.

Assim, sofrem as conseqüências de seu próprio veneno.

São carências abismais...

Quase ninguém consegue mais ficar sozinho por um tempo.

A maioria entra em profunda crise de auto-estima se não tiver algum tipo de parceiro sexual.

Sexo é o grande garantidor do valor da maioria das pessoas: teve sexo, está bem; não teve, está mal.

Posso sentir o frenesi no ar...

As ondas que vibram são de um desassossego profundo...

Posso ouvir o respirar resfolegante de seres em um cio existencial insaciável.

Às vezes me dá a sensação de olhar para as pessoas e ver buracos...

Outras vezes parece que vejo garranchos, gambiarras...

Há ocasiões que me dá a impressão de olhar e ver muitas pessoas numa mesma...

Ou me dá a aflição de parecer ver pessoas que foram montadas: um pedaço de cada lado, sem serem elas mesmas jamais, mas apenas partes, incongruentes e desconexas.

Mas o que mais vejo é gente que parece estar com a alma para fora..., tais são as pulsões que se pode quase que ver dentro delas.

É como se tivessem perdido a pele, a cobertura, a proteção; e tivessem ficado vazadas, com tudo exposto; tamanho é o avesso de ser no qual se colocaram.

Hoje está mais fácil encontrar e sair com pessoas do que nunca antes.

No entanto, nunca foi tão arriscado; especialmente se isso implica também em qualquer forma de relacionamento, posto que a maioria das pessoas esteja com a alma muito enferma; e, também, da maioria se pode dizer: legião é seu nome porque cada um “é muitos”.

Numa época como esta a melhor palavra é: “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus!”

Mas do que nunca, quem desejar manter a alma no bem, terá que saber, aprender e praticar, a verdade que diz: “Em descansardes e em sossegardes está a vossa salvação”.

A grande vitória nestes dias é manter a vida sob a consciência do entendimento do Evangelho, preservando o coração na paz, dando sempre mais valor para tudo aquilo que promove a serenidade do coração; e não para as aventuras galopantes que têm o poder dos raios, mas que não aquietam o coração.

“Espera no Senhor e faze o bem; busca a paz, e empenha-te por alcançá-la”.

É no espírito dessa Palavra que se tem que viver cada vez mais.

Quem não crer existirá para saber que não viveu.

Caio

Fonte: caiofabio.net

Na Índia, pais mudam o sexo de filhas com cirurgia


Organizações internacionais de defesa da mulher estão pressionando o governo da Índia a apurar o que está sendo chamado de “loucura social”: pais estão submetendo suas filhas a operação de mudança de sexo ao custo equivalente a R$ 6 000,00

Na Índia, principalmente para as famílias mais pobres, ter filha é uma desgraça porque, entre outras coisas, elas serão obrigadas a arcar com os custos e dote do casamento.


O aborto de menina é uma prática comum contra a qual o governo nunca agiu com firmeza. Essa seria a causa de haver na Índia 7 milhões a mais homens do que mulheres.

No Estado de Madhya Pradesh, pelo menos 300 meninas foram submetidas à genitoplastia. Trata-se de uma cirurgia plástica para a criação de um pênis com a ajuda de hormônios masculinos.

O médico VP Goswami, da Academia Indiana de Pediatria, afirmou estar “chocado” com as denúncias. Ele disse ser a genitoplastia uma cirurgia que deve ser usada somente em bebês que nascem com os dois sexos, cuja incidência é pequena.

Afirmou que as meninas que estariam sendo operadas em Madhya Pradesh terão problemas psicológicos e físicos porque serão pessoas adultas impotentes e estéreis.

Um dos médicos suspeitos de estar mudando o sexo das meninas alegou inocência com o argumento de que só tem operado crianças com duplo sexo ou que precisam de correção na genitália. Ranjana Kumari, do Centro de Pesquisas Sociais da Índia, disse que também entre as pessoas de classe média tem crescido a rejeição às meninas. Segundo ela, a classe média está cada vez mais ávida por dinheiro e, por isso, não quer investir na educação das meninas, preparando-as para o mercado de trabalho, e nem compartilhar suas propriedades, o que ocorre com o dote.

A Comissão Nacional da Índia para a Proteção dos Direitos da Criança deu o prazo de 15 dias ao governo de Madhya Pradesch para apurar as denúncias e punir os responsáveis, médicos e pais.

11 junho 2011



Campanha publicitária do Citibank espalhada pela cidade de São Paulo através de Outdoors









"Crie filhos em vez de herdeiros."
"Dinheiro só chama dinheiro, não chama para um cineminha, nem para
tomar um sorvete."
"Não deixe que o trabalho sobre sua mesa tampe a vista da janela."
"Não é justo fazer declarações anuais ao Fisco e nenhuma para quem você ama."
"Para cada almoço de negócios, faça um jantar à luz de velas."
"Por que as semanas demoram tanto e os anos passam tão rapidinho?"
"Quantas reuniões foram mesmo esta semana? Reúna sua família."
"Trabalhe, trabalhe, trabalhe. Mas não se esqueça, vírgulas significam
pausas..."
"...e quem sabe assim você seja promovido a melhor ( amigo / pai / mãe
/ filho / filha / namorada / namorado / marido / esposa / irmão /
irmã.. etc.) do mundo!"
"Você pode dar uma festa sem dinheiro. Mas não sem amigos."


E para terminar:


"Não eduque seu filho para ser rico, eduque-o para ser feliz. Assim,
ele saberá o valor das coisas e não o seu preço."

MÉDICOS PRETENDEM PROVAR O MILAGRE

Médicos se reúnem para provar e divulgar o poder de Cristo para curar

Médicos cristãos e profissionais de saúde estarão viajando de diversos países ao redor do mundo para prescrever "cura espiritual" como uma resposta às doenças no século 21, durante uma conferência única em Brisbane, Austrália, nos dias 11 e 12 junho, relata Dan Wooding, fundador da ASSIST Ministérios.

Os médicos vão analisar estudos de casos reais de milagres apresentados por vários médicos respeitados, em busca de mostrar as evidências da cura divina na 8 ª Conferência Anual Internacional "Espiritualidade e Medicina", que será realizada durante dois dias na Convenção Brisbane e Exhibition Centre.

O evento é promovido pela Rede de Médicos do Mundo Cristão (WCDN – sigla em inglês), uma organização interdenominacional composta por profissionais médicos e cristãos de todo o mundo que acreditam na cura divina.

Brisbane, na Austrália, é a capital e a cidade mais populosa do estado australiano de Queensland e a terceira cidade mais populosa do país.

No início deste ano, Brisbane e outras partes de Queensland foram devastadas por enchentes e sitiadas por moradores que foram obrigados a observar o rio consumir suas casas e meios de subsistência. Em seguida, a população teve que enfrentar a destruição devastadora e podre da lama deixada pelo recuo das águas. Pelo menos setenta cidades e mais de 200 mil pessoas foram afetadas. Três quartos do estado de Queensland foram declarados zona de desastre.

Agora, assim como a cidade se recupera da devastação, se prepara para receber centenas de médicos cristãos que irão examinar os dados apresentados por seus colegas sobre os "milagres" que eles irão provar que Deus interveio em situações impossíveis.

"WCDN quer motivar os profissionais médicos cristãos a refletirem o amor de Jesus Cristo e serem testemunhas dEle também na área profissional", explicou um porta-voz da organização.

Ele passou a dizer: "Dois terços das escolas médicas dos EUA, como Harvard e Johns Hopkins, oferecem cursos sobre a espiritualidade e a fé em seus currículos, principalmente porque os pacientes estão exigindo um cuidado mais espiritual. Segundo uma sondagem da Newsweek, 84% dos americanos disseram que acreditam e oram para que os outros possam ter um efeito positivo sobre a sua recuperação."

Nessa linha de pensamento, um grupo de cristãos médicos começou o WCDN para tratar de questões sobre a espiritualidade no contexto dos médicos cristãos, com a sua principal intenção de influenciar e equipar esses profissionais, partilhando a bondade de Cristo sob a forma de proclamar o evangelho, principalmente através do ministério de cura.

Como em todas as suas conferências internacionais, as profissões médicas vão estar à procura de casos de cura divina com comprovação científica. Muitos deles estarão fazendo apresentações e, posteriormente, seus colegas serão então capazes de questioná-los sobre a verificação do milagre.

"Durante a caminhada de Jesus aqui na terra, uma das principais estratégias utilizadas por Ele para proclamar seu senhorio foi curar os enfermos", disse o porta-voz da WCDN. E completa: "É nosso papel como suas testemunhas e peritos atestar a obras de cura pelo seu poder com os dados médicos verificados. Portanto, glorificando a Deus, nosso Pai, que é o Todo-Poderoso, o Senhor Jesus."


VIA www.amigodecristo.com // CPAD // Via Guiame/idagospel

08 junho 2011

ALICE COOPER - TURNÊ BRASILEIRA

Ele se considera o Darth Vadder do rock’n’roll. Ou o Hannibal Lecter.
O vilão, na realidade, não importa. Toda vez que sobe num palco, Alice Cooper precisa se transformar no personagem que criou para si mesmo em 1964. Hoje, aos 63 anos, esse senhor leva uma vida de ator.
Durante o dia, reza duas vezes, joga golfe com os amigos músicos – e é o melhor deles, garante –, e, eventualmente, dá aulas de cristianismo.
À noite, passa pó branco no rosto, pinta olheiras enormes, canta rock’n’roll em canções que falam até de necrofilia e brinca com cobras.
Ele não vê problema nessa interessante dicotomia: “Não tem nada na Bíblia que proíba alguém de ser um rock star”, diz o músico. Por telefone, do Canadá, o simpático Alice Cooper falou ao JT sobre drogas, sua paixão por golfe e, claro, música.

Seu primeiro show no Brasil foi em 1973, logo depois de você ter lançado o ‘School’s Out’. São 37 anos de diferença. Muita coisa mudou, na música, nos fãs. O que você espera dessas apresentações que fará no Brasil?

Não tem muito o que esperar. O que sempre pensamos quando imaginamos um show no Brasil é que o público brasileiro cante e grite muito alto. Já fui para o seu país umas quatro ou cinco vezes. Sempre gostei muito de como os fãs de rock me receberam aí.

E o que os fãs podem esperar dos seus shows por aqui?
Cara, vocês vão ver todos os grandes hits do Alice Cooper. Meu show é sempre altamente teatral. Temos muitas surpresas. É um espetáculo bastante visual. Algo que você não está acostumado a ver numa apresentação. Então, não importa quantas vezes você já foi a um show meu, tudo acaba sendo novo e excitante.

Todos os clássicos? S
abe, isso não é muito comum. As bandas preferem tocar músicas dos últimos discos. E deixam os hits para o fim dos shows…
Não, não podemos fazer isso nunca! São 26 álbuns! Não podemos dar prioridade só para o novo trabalho. Vamos tocar tudo. Under My Wheels (do disco Killer, de 1971), No More Mr. Nice Guy (Billion Dollar Babies, 1973), são algumas das músicas do show.

Mas como criar algo diferente nesta parte teatral? Coisas como as cobras, fogo, etc…
Na realidade, estamos sempre tentando criar alguma coisa nova para o show. Uma surpresa diferente. Fazemos isso todas as vezes. Imagina se ficarmos repetindo todas as noites? Vai ficar chato. Não queremos cair nessa rotina.

Você é considerado o pai desse estilo de show de rock teatral. De onde veio essa ideia toda?
Eu sempre achei que o público deveria ter o seu dinheiro investido no ingresso bem empregado. Não apenas ir ao show e ver a banda ali, parada. Assim, eles vão usar uma camiseta com o nome da banda. Desde sempre nos propomos a fazer um show completo. Com toda a atmosfera teatral, com luzes, animais e, claro, música.

Você espera que as pessoas tenham medo no seu show?
Não é medo. É um pouco de comédia também. Antigamente, era diferente, era mais assustador, mas também era engraçado. Sempre fiz questão de ter comédia, além do terror. Algumas bandas esqueceram de colocar a comédia no palco. É um erro. Hoje em dia, o noticiário da CNN é mais chocante. O que fazemos é entreter o público, tirar essa seriedade toda.

Não é de hoje que bandas imitam a sua performance no palco, como Kiss, nos anos 70, e Rod Zombie e Marilyn Mason, mais recentemente. O que pensa disso?
De verdade, eu costumo falar que eles são meus filhos desobedientes. Os caras do Rob Zombie são uns dos meus melhores amigos no meio musical. Gosto muito do que eles fazem, assim como o Marilyn Mason, o Mötley Crüe, a Lady Gaga, são grandes amigos…

Lady Gaga?!?!
Sim! Ela foi a um show meu, apareceu no backstage e veio me agradecer. Disse que foi muito inspirada por Alice Cooper. Achei incrível. Ela faz a versão dela dessa performance teatral no palco.

E por que você os classifica como ‘filhos desobedientes’?
Eu fui numa direção e Mötley Crüe seguiu uma outra linha. Eu fui aquele que nunca entrei em problemas com a polícia, etc…

Você diz problemas com coisas como drogas e álcool?
Sim, claro. É como eu estar com uma banda, como esta que me acompanha hoje… eu não vou contratar alguém que usa drogas. Porque quando formos entrar em turnê, ele vai ser um problema. Não estou falando de beber uma cerveja. Isso não é problema para ninguém. Mas se você está numa banda grande, estar bêbado sempre não funciona no show. Não dá.

Mas isso antigamente era normal no meio musical, não?
Mas eram os anos 70. Naquela época, todo mundo estava ligadão. Agora não estamos mais.

Você teve problemas com álcool. O que te fez parar de beber?
Eu simplesmente acordei numa manhã e vomitei sangue. Aquilo me fez perceber que meu corpo estava morrendo. Fui ao médico e ele disse: ‘Se você não parar de beber, irá morrer em duas semanas’. E era uma época em que testemunhei amigos meus morrendo, como Jim Morison e Jimmy Hendrix. Daí, eu decidi parar. Isso foi em 1981. Não bebo há 30 anos.

Como você é fora dos palcos?
Sou um cristão normal. Quando eu for para São Paulo, você vai ver. Vou fazer compras, jogar uma partida de golfe. O que acontece é que, quando eu viro Alice Cooper, preciso me tornar um vilão. Sou como o Darth Vadder, do Guerra nas Estrelas, ou como o Hannibal Lecter, de O Silêncio dos Inocentes. Eles são vilões. Eu adoro fazer essa transformação.

Com que frequência você joga?
Jogo golfe seis dias por semana. Jogo com o Tiger Woods e com outros os golfistas.

Por que escolheu esse esporte?
Quando estamos em turnê, não conseguimos sair para jogar basquete. É mais fácil achar um campo de golfe. Vou lá, joga por algumas horas e depois vou para o show. Muitos músicos jogam: Lou Reed, Huey Lewis (da banda Chicago), Neil Young, Meat Loaf. Até agora, eu sou o melhor (risos).

Dá para ser um rock star e ter alguma religião?
Dá, sim. Sou protestante. Não existe nada na Bíblia que diga que você não pode ser um cantor de rock’n’roll. Entendo que Deus me deu um talento e espera que eu o use. O meu show não tem nada de anticristo. Muito pelo contrário, acho até bem cristão.

As pessoas estão mais acostumadas com roqueiros com atitudes como a do Marilyn Mason, que costuma dizer por aí é que o próprio anticristo, né?
Acho que cada um escolhe a própria religião. Não sei qual é a religião do Mason, não consigo dizer o que ele é, o que ele pensa.

Como é na igreja? As pessoas te olham de forma diferente?
Algumas não gostam. Mas a maioria me olha como mais um cristão. Existem advogados cristãos, médicos cristãos. Sou um cantor de rock cristão. Sempre oro antes dos shows. Oro todos os dias. Leio a Bíblia de manhã e à noite. E dou aulas de cristianismo, às vezes. Meu pai era pastor, meu avô também. Isso é algo de família.

Fonte RockNews

28 maio 2011

Homenagem muito justa

“Dois cães policiais, que morreram durante uma operação policial em Ribeirão das Neves, na Grande Belo Horizonte, foram cremados com honras ao Mérito na manhã da última sexta-feira. A cerimônia contou com a presença de dezenas de militares da 1ª Companhia de Missões Especiais, de Contagem. Da raça pastor alemão, os cães Lyon e Dox receberam honras militares por morrer em serviço.

Eles foram baleados por criminosos durante uma fuga. Segundo a polícia, os cães são treinados desde filhotes para o cargo e SÃO CONSIDERADOS OFICIAIS DA PM. Cada animal possui um condutor, um militar que se torna o companheiro do cachorro.

Um dos oficiais mais comovidos na cerimônia era o condutor do cachorro Lyon, há três anos, sargento Wellys Lucindo. Ele não conseguiu conter as lágrimas na hora da despedida. "É a mesma coisa que perder um familiar. Sabemos que eles são treinados para isso, que são comokamikazes,mas não estamos preparados para perdê-los". Durante a cerimônia, Wellys relembrou com os companheiros o ótimo desempenho do cão em várias operações.

Esta foi a primeira vez que a PM de Minas realizou uma cremação de cães, e quer criar uma galeria de heróis.”


*Parabéns à Polícia Militar de Minas Gerais pelo reconhecimento do importantíssimo trabalho prestado pelos cães.


potedepalavras.blogspot

Nazistas ensinavam cães a falar para usá-los na guerra

Na Alemanha nazista, os cães eram tidos como quase tão inteligentes quanto os humanos. Eles tentaram construir um exército de cães que "falavam", é o que mostra nova pesquisa.

Hitler esperava que as criaturas aprendessem a se comunicar com os mestres da SS – mantendo inclusice uma escola de cães especiais criada para ensiná-los a falar.

Os resultados incríveis mostram oficiais nazistas recrutando cães domésticos de toda a Alemanha e os treinar para falar e indicar sinais usando suas patas.

Um vira-lata foi dito ter pronunciado as palavras 'Mein Führer' quando perguntado sobre quem era Adolf Hitler. Outro 'falou', tocando as letras do alfabeto com as patas e disse ter especulado sobre a religião e poesia.

Os alemães esperavam utilizar os animais para o esforço de guerra, como fazê-los trabalhar em conjunto com a SS e na guarda de campos de concentração para liberar policiais.

O experimento bizarro 'Wooffan SS' veio à luz depois de anos de investigação, através do acade mico Dr. Jan Bondeson, em um caso único e surpreendente na história.

Dr Bonderson, da Universidade de Cardiff, visitou Berlim para vasculhar fontes obscuras para montar a bizarra, mas real história.

Hitler era um conhecido amante de cães e teve dois pastores alemães, chamado Blondi e Bella. Ele matou Blondi momentos antes de cometer suicídio em seu bunker, em 1945.

O ditador oi o principal apoiador na escola de cães que foi chamado de ASRA Tier-Sprechschule.

A escola, com base em Leutenburg, perto de Hannover, era liderada pela diretora Margarethe Schmitt, criada em 1930 e continuou durante os anos de guerra. Foi relatado ter tido algum sucesso, com cães tocando as palavras com as patas.

O precursor de todos eles foi Rolf, um Airedale terrier que "falava" através de sua pata batendo contra uma placa, cada letra do alfabeto a ser representado por um determinado número de toques. Este é o que teria especulado sobre a religião, aprendeu línguas estrangeiras, escreveu poesia e pediu para um nobre visitante "Eu poderia abanar o rabo para você?"

O cão patriótico alemão ainda manifestou o desejo de ingressar no exército, por não gostar dos franceses.

Outro cão, um Dachschund chamado Kurwenal, ainda recebeu a visita de uma tropa de 28 jovens uniformizados da organização de proteção dos animais nazista em seu aniversário.

Outro, um ponteiro alemão chamado Don, foi um passo além - imitando a voz humana para a casca, em alemão "faminto Dê-me bolo!".

A incrível história de cães educados na Alemanha foi agora revelada na íntegra pela Dr Bondeson, um conferente sênior na universidade de Cardiff, no seu livro "Cães impressionantes. Um câmara de Curiosidades Caninas"

Diz: "É absolutamente extraordinário. Na década de 1920, a Alemanha tinha vários psicólogos de cães ,e acreditavam que cachorros eram quase tão inteligentes quanto os humanos, e capaz de pensamento abstrato e em comunicar-se. “

"Quando o partido nazista assumiu o comando, alguém poderia ter pensado que seria a construção de campos de concentração para bloquear o crescimento desses fanáticos, mas ao invés disso eles eram realmente muito interessado em suas ideias.”

"Parte da filosofia nazista era de que havia um forte vínculo entre o homem e a natureza - eles acreditavam que um nazista bom deve ser um amigo dos animais.”

"De fato, quando começaram a internar os judeus, os jornais foram inundados com cartas indignadas de alemães se perguntando o que havia acontecido com os animais que deixaram para trás.“

"Hitler foi elogiado por sua atitude para com os animais e Goering foi um precursor da defesa dos animais. Nada de direitos humanos era respeitado, mas muito sobre direitos dos animais.

"Houve algumas experiências muito estranhas acontecendo na Alemanha durante a guerra, no que diz respeito à comunicação entre humanos e cachorros.”

"Ainda assim, parece ter sido muito cedo - não há nenhuma evidência que tenha se tornado realidade e que a SS estava andando com cachorros falantes.”

"É realmente uma visão impressionante e fascinante sobre uma faceta até então desconhecida da Alemanha nazista."

O livro do Dr. Bondeson de cães, surpreende: Uma Câmara de Curiosidades Caninas, também inclui capítulos sobre qualidade caninas, cães em viagens, cachorros expert, cães santos e, excepcionalmente, cães crentes.


Fonte: Telegraph/ via cristaoconfuso

26 maio 2011

Presos em SP padrasto, mãe e avô por abusos a menina de 9 anos


O padrasto, a mãe e o avô de uma menina de 9 anos foram presos no final da tarde de quarta-feira, em Itapuí, a 258 km de São Paulo, suspeitos de abusar sexualmente da criança desde que ela tinha 4 anos de idade. A Polícia Civil recebeu denúncia do Conselho de Direitos Humanos em Brasília.

O padastro, de 23 anos, e o avô, de 44 anos, seriam responsáveis pelos abusos, enquanto a mãe, de 28 anos, disse ao delegado que aceitava a situação por ser “completamente apaixonada” pelo marido. A menina relatou ao delegado Tiago José Húngaro, durante conversa de mais de 4 horas, todas as barbaridades que sofria com o consentimento da mãe.

A garota escreveu várias cartas relatando em detalhes os abusos. Ela pediu ao delegado para escrever uma carta ao padrasto e outra ao avô relatando todo o seu sofrimento e indignação. Em um dos trechos da carta, a menina endereça o seguinte recado para o padrasto: “Eu nunca mais vou esquecer o que você fez e quando você falou para eu orar eu não sei se vou conseguir orar para você, porque fez aquilo comigo e eu não queria fazer. Pode até pensar que sabe, mas se estiver preso não pode fazer mais nada até que saia. Todo mundo acreditou em mim porque eu falei a verdade e eu não menti. Você nunca mais vai fazer isso com ninguém”.

De acordo com o delegado, o padrasto admitiu o crime. “Ele afirmou que nunca consumou o ato sexual com medo de machucar a garota e ser preso. Já o avô negou o ato”, disse. Os três suspeitos tiveram a prisão temporária decretada por 30 dias, período no qual o delegado pretende colher mais provas do crime enquanto todos permaneçam presos. A pena prevista para o crime de estupro de vulnerável vai de oito a 15 anos.

Com a prisão da mãe, o Conselho Tutelar da cidade encaminhou a garota de nove anos, junto com o irmão mais novo, a um abrigo da cidade, onde deverão permanecer por um período de 30 dias. Padrasto e avô foram encaminhados para a cadeia de Barra Bonita, e a mãe, encaminhada para a unidade prisional feminina de Dois Córregos.

Foto: Quioshi Goto / Jornal da Cidade /Especial para Terra
via Pavablog

A ERA DO DESASSOSSEGO


É de impressionar o que aconteceu com a alma humana nas últimas décadas.
As pessoas ficaram muito mais doentes...

Fragmentação é a palavra que melhor define o que está acontecendo com o ser humano urbano no planeta Terra.
Um dos lugares onde tal fragmentação aparece de modo cada vez mais marcante é nas relações de natureza afetiva.

Tanto de homens como de mulheres o que ouço cada vez são queixas.
As mulheres falam da falta de consciência dos homens a respeito do significado de um casamento de verdade.

Já os homens se queixam do fato de que não sabem se podem confiar em suas esposas, posto que saibam como todo mundo está dando mole pra todo mundo — e esse medo masculino talvez seja também resultado de que o homem julga a mulher sexualmente, agora, pelos seus próprios critérios masculinos; e imagina que ela ‘deseja interiormente’ do mesmo modo que em geral acontece com o homem.

Assim, sofrem as conseqüências de seu próprio veneno.
São carências abismais...
Quase ninguém consegue mais ficar sozinho por um tempo.
A maioria entra em profunda crise de auto-estima se não tiver algum tipo de parceiro sexual.
Sexo é o grande garantidor do valor da maioria das pessoas: teve sexo, está bem; não teve, está mal.

Posso sentir o frenesi no ar...
As ondas que vibram são de um desassossego profundo...
Posso ouvir o respirar resfolegante de seres em um cio existencial insaciável.
Às vezes me dá a sensação de olhar para as pessoas e ver buracos...
Outras vezes parece que vejo garranchos, gambiarras...
Há ocasiões que me dá a impressão de olhar e ver muitas pessoas numa mesma...
Ou me dá a aflição de parecer ver pessoas que foram montadas: um pedaço de cada lado, sem serem elas mesmas jamais, mas apenas partes, incongruentes e desconexas.

Mas o que mais vejo é gente que parece estar com a alma para fora..., tais são as pulsões que se pode quase que ver dentro delas.

É como se tivessem perdido a pele, a cobertura, a proteção; e tivessem ficado vazadas, com tudo exposto; tamanho é o avesso de ser no qual se colocaram.

Hoje está mais fácil encontrar e sair com pessoas do que nunca antes.
No entanto, nunca foi tão arriscado; especialmente se isso implica também em qualquer forma de relacionamento, posto que a maioria das pessoas esteja com a alma muito enferma; e, também, da maioria se pode dizer: legião é seu nome porque cada um “é muitos”.

Numa época como esta a melhor palavra é: “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus!”

Mas do que nunca, quem desejar manter a alma no bem, terá que saber, aprender e praticar, a verdade que diz: “Em descansardes e em sossegardes está a vossa salvação”.

A grande vitória nestes dias é manter a vida sob a consciência do entendimento do Evangelho, preservando o coração na paz, dando sempre mais valor para tudo aquilo que promove a serenidade do coração; e não para as aventuras galopantes que têm o poder dos raios, mas que não aquietam o coração.

“Espera no Senhor e faze o bem; busca a paz, e empenha-te por alcançá-la”.

É no espírito dessa Palavra que se tem que viver cada vez mais.

Quem não crer existirá para saber que não viveu.

Caio

25 maio 2011

A escola dos meus sonhos


Frei Betto

Na escola dos meus sonhos, os alunos aprendem a cozinhar, costurar, consertar eletrodomésticos, a fazer pequenos reparos de eletricidade e de instalações hidráulicas, a conhecer mecânica de automóvel e de geladeira e algo de construção civil.

Trabalham em horta, marcenaria e oficinas de escultura, desenho, pintura e música. Cantam no coro e tocam na orquestra.

Uma semana ao ano integram-se, na cidade, ao trabalho de lixeiros, enfermeiras, carteiros, guardas de trânsito, policiais, repórteres, feirantes e cozinheiros profissionais. Assim aprendem como a cidade se articula por baixo, mergulhando em suas conexões que, à superfície, nos asseguram limpeza urbana, socorro de saúde, segurança, informação e alimentação.

Não há temas tabus. Todas as situações-limite da vida são tratadas com abertura e profundidade: dor, perda, falência, parto, morte, enfermidade, sexualidade e espiritualidade.

Ali os alunos aprendem o texto dentro do contexto: a Matemática busca exemplos na corrupção dos precatórios e nos leilões das privatizações; o Português, na fala dos apresentadores de TV e nos textos de jornais; a Geografia, nos suplementos de turismo e nos conflitos internacionais; a Física, nas corridas de Fórmula-1 e nas pesquisas do supertelescópio Huble; a Química, na qualidade dos cosméticos e na culinária; a História, na violência de policiais contra cidadãos, para mostrar os antecedentes na relação colonizadores – índios, senhores – escravos, Exército – Canudos, etc.

Na escola dos meus sonhos, a interdisciplinaridade permite que os professores de Biologia e de Educação Física se complementem; a multidisciplinaridade faz com que a História do livro seja estudada a partir da análise de textos bíblicos; a transdisciplinaridade introduz aulas de meditação e dança e associa a história da arte à história das ideologias e das expressões litúrgicas.

Se a escola for laica, o ensino religioso é plural: o rabino fala do judaísmo, o pai-de-santo, do candomblé; o padre, do catolicismo; o médium, do espiritismo; o pastor, do protestantismo; o guru, do budismo, etc. Se for católica, há periódicos retiros espirituais e adequação do currículo ao calendário litúrgico da Igreja.

Na escola dos meus sonhos, os professores são obrigados a fazer periódicos treinamentos e cursos de capacitação e só são admitidos se, além da competência, comungam os princípios fundamentais da proposta pedagógica e didática. Porque é uma escola com ideologia, visão de mundo e perfil definido do que sejam democracia e cidadania. Essa escola não forma consumidores, mas cidadãos.

Ela não briga com a TV, mas leva-a para a sala de aula: são exibidos vídeos de anúncios e programas e, em seguida, analisados criticamente. A publicidade do iogurte é debatida; o produto adquirido; sua química, analisada e comparada com a fórmula declarada pelo fabricante; as incompatibilidades denunciadas, bem como os fatores porventura nocivos à saúde.
O programa de auditório de domingo é destrinchado: a proposta de vida subjacente, a visão de felicidade, a relação animador-platéia, os tabus e preconceitos reforçados, etc. Em suma, não se fecham os olhos à realidade, muda-se a ótica de encará-la. Há uma integração entre escola, família e sociedade.

A Política, com P maiúsculo, é disciplina obrigatória. As eleições para o grêmio ou diretório estudantil são levadas a sério e, um mês por ano, setores não vitais da instituição são administrados pelos próprios alunos. Os políticos e candidatos são convidados para debates e seus discursos analisados e comparados às suas práticas.

Não há provas baseadas no prodígio da memória nem na sorte da múltipla escolha. Como fazia meu velho mestre Geraldo França de Lima, professor de História (hoje romancista e membro da Academia Brasileira de Letras), no dia da prova sobre a Independência do Brasil, os alunos traziam para a classe a bibliografia pertinente e, dadas as questões, consultavam os textos, aprendendo a pesquisar.

Não há coincidência entre o calendário gregoriano e o curricular. João pode cursar a 5ª série em seis meses ou em seis anos, dependendo de sua disponibilidade, aptidão e seus recursos. É mais importante educar do que instruir; formar pessoas que profissionais; ensinar a mudar o mundo que ascender à elite. Dentro de uma concepção holística, ali a ecologia vai do meio ambiente aos cuidados com nossa unidade corpo-espírito e o enfoque curricular estabelece conexões com o noticiário da mídia.

Na escola dos meus sonhos, os professores são bem pagos e não precisam pular de colégio em colégio para se poderem manter. Pois é a escola de uma sociedade em que educação não é privilégio, mas direito universal, e o acesso a ela, dever obrigatório.

fonte: Banco de Escola via pavablog

23 maio 2011



Geralmente se diz que fé é acreditar em Deus.
Ou ainda que fé é acreditar que Deus tudo pode.
As duas definições, entretanto, nada nos acrescentam,
pois esse tipo de fé até mesmo o diabo tem.

Gosto da definição de Rob Bell:
fé é acreditar que Deus acredita em você.

Essa foi a experiência de Pedro
quando pediu que Jesus o chamasse para
andar sobre as águas. E Jesus o chamou, isto é,
pronunciou uma palavra de ordem a seu respeito.

Pedro saiu do barco e caminhou sobre as águas.
Mas em dado momento prestou atenção no vento,
e duvidou.
Começou a afundar e clamou por socorro:
“Senhor, salva-me!”

Pedro não duvidou de Jesus
e nem de seu poder de salvar.
Então, duvidou de quê?
Duvidou de si mesmo.
Duvidou de que seria capaz de cumprir
a palavra de Jesus pronunciada a seu respeito.

Fé não é acreditar que Deus tudo pode.
Fé é acreditar que
“tudo posso naquele que me fortalece”.
Quem acredita que Deus tudo pode e nada faz,
tem fé sem obras, e fé sem obras é fé morta.

Hebreus 11 é chamado de “galeria dos heróis da fé”.
Ali estão registrados os exemplos de fé.
Não são pessoas que apenas acreditaram
em Deus ou no fato de que Deus tudo pode.
São pessoas que, porque acreditaram em Deus,
e no fato de que Deus tudo pode,
deixaram sua zona de conforto
e se arremessaram a andar com Deus,
obedecendo as ordens de Deus
e perseguindo as promessas de Deus.

Fé é acreditar que Deus acredita em você.


Ed Renee Kivitz

Via foradazonadeconforto

21 maio 2011

CRUELDADE COM OS ANIMAIS - Quem são estes dois idiotas??


Recebi em meu orkut a mensagem abaixo, e como não posso ser omisso a essa crueldade, uso deste meio para denunciar esse absurdo, temos que nos defender de pessoas assim. Faça sua parte também, divulgue.


A história é a seguinte: Esses dois idiotas, monstros da foto ¬¬' pegam os animalzinhos indefesos e E matam eles . Esses imbecis enforcam ,esfaqueiam os animais indefesos. Por favor, faça circular isso na internet. Logo essa mensagem chegará no computador de alguem que possa identificá-los, que os conheça do bairro, da escola, das baladas... Assim que forem identificados informe a polícia e as lideranças do movimento de defesa dos animais.
Repassando, repassa ai tbm :D ;D.......

REPASSEEE POR FAVOR , NÃO CUSTA NADA, ISSO PODE CHEGAR A POLICIA E ELES SEREM RECONHECIDOS E PRESOS.

AJUDA A REPASSAR

fONTE:IDAGOSPEL

18 maio 2011

Nem “kit gay”, nem “kit crente"

Por Norma Braga

Vivemos em um país democrático. Apesar dos mandos e desmandos do partido trabalhista no poder, não podemos sequer por um segundo comparar o Brasil com a China comunista (onde ainda hoje o acesso à internet écontrolado), com a Cuba socialista (onde se prendem e matam dissidentespolíticos), com países em que o islamismo é a religião dominante (onde gays e cristãos são assassinados com a conivência do governo e do povo).

De modo geral, os brasileiros têm asseguradas suas liberdades fundamentais.

No entanto, há aqui uma perseguição não-violenta, que com raras exceções é informal, subjetiva e dispersa — umaperseguição que não vem com força de lei, mas é exercida de acordo com preferências pessoais, acentuadas segundo as circunstâncias. Não juntei à toa “gays e cristãos” no parágrafo acima: assim como são igualmente visados nos países muçulmanos, acredito que, no Brasil, ambos os grupos
se assemelham no modo de perseguição sofrida. Chocante a ideia? Explico.

Nas universidades públicas, onde caminhões de literatura “libertária”anticristã são despejados há décadas, os perseguidos da vez são os cristãos, associados a um conservadorismo rançoso e a estreiteza mental.
O estudante cristão precisa aguentar calado em sala de aula umaquantidade impressionante de bobagens sobre o cristianismo, quando nãose depara com insultos diretos, tanto do professor quanto das obras que precisa ler.
Deve cuidar para não sentir-se desmotivado ao ouvir, vezes sem conta, que o conteúdo das matérias que estuda “é incompatível com a fé cristã” ou que a abertura de espírito necessária à investigação científica é inversamente proporcional a sua lealdade religiosa.

Se teima em proclamar o que crê em alto e bom som no ambiente universitário, ou se apenas decide integrar o cristianismo a seus horizontes como um dado a mais, o aluno é tolhido em seus trabalhos e vigiado em sua trajetória.

Caso escolha a carreira acadêmica, se não for barrado pelos professores da bancas, será considerado pela maioria um outsider, indigno de apreciação intelectual verdadeira. E o mesmo banimento dos cristãos pode ser verificado na quase totalidade dos veículos de produção cultural do país.

E onde os gays são mais perseguidos? Não é na família em primeiro lugar: hoje, pai e mãe aceitam com cada vez mais naturalidade a “opção” dos filhos.
Não é no ambiente escolar eacadêmico: professores gays que se assumem são até considerados maisdivertidos.
Em funções associadas a moda, beleza e artes em geral, o gay que sai do armário é recebido com palmas. Talvez o profissional encontre alguma dificuldade em meios que exigem maior sisudez, como o do direito. Mas creio que a discriminação mais pesada se dá nas vias públicas, nos ajuntamentos, onde se suscita muitas ocasiões para a perda das boas maneiras.

Já presenciei uma espécie de bullying insistente sofrido por um homossexual bem feminino que caminhava pelas calçadas do centro de Niterói.
As provocações duraram o trajeto de uma rua inteira e os machões que as proferiam se sentiam totalmente à vontade.
Abomino esse tipo de coisa e não queria estar na pele dele/dela naquele momento. Quanto à violência, a história é outra: quem surra e mata homossexuais também surra e mata índios, mendigos, mulheres, estrangeiros ou qualquer outra pessoa em situação de vulnerabilidade.

Estou falando de perseguidores, gente que até pode ser imbecil, mas que é normal; não de psicopatas.

Como na universidade tanto alunoscomo professores gostam de mostrar-se liberais (dá status), não há muita ocasião para manifestações contra gays. Pelo contrário: na Letras, por exemplo, há uma linha de estudos todinha dedicada a eles. (Não há, que eu conheça, uma linha de estudos que seja cristã.)
Por outro lado, os cristãos não estão livres do bullying, nem em suas próprias famílias, nem entre amigos. Quando me converti, aguentei inúmeras piadas e expressões de desagrado.
E também perdi amigos.
Há quem tenha perdido o afeto de toda a família, sobretudo quando seus membros eram muito apegados a outras religiões. Sei que gays passam pelas mesmas tristezas.

Nem sempre essa faceta difícil é revelada em público pelos crentes, pois preferimos falar de Jesus (o objeto de nossa fé) em vez de insistir em nossas desventuras (que são ínfimas se comparadas à alegria da salvação).


E aqui chego a meu ponto. Sim, somos perseguidos de modo semelhante.
Mas há uma diferença, ou melhor, duas.
A primeira épolítica: no Brasil de hoje, a simpatia generalizada pelo homossexualismo se tornou uma conquista prioritária para o governo.
A midia e instituições de ensino (debaixo de um controle estatal grandedemais para nossa condição de país democrático) têm refletido várias estratégias massivas para ganhar essa simpatia (a última delas foi o tal “kit gay”).

Quanto aos cristãos, o normal e aceitável há muito tempo é a antipatia generalizada: falar mal de padres e pastores, inventar personagens “evangélicos” caricatos e histriônicos para as novelas, fazer piadas sobre o Deus da Bíblia, ridicularizar a fé, tudo isso é até “bonito” aos olhos dos formadores de opinião.
Assim, podemos afirmar que os dois grupos estão em condições bastante desiguais: as consequências da perseguição anticristã são mais graves, pois não temos o governo como parceiros no fomento de uma imagem mais aceitável — e nem queremos: do governo, só esperamos que trate a todos com verdadeira igualdade, sem favorecimentos injustos (nem “kit gay”, nem “kit crente”: ao governo não cabe doutrinar nossas crianças, e um governo laico não deve impor uma religião disfarçada, como nos tempos do paganismo).

A segunda diferença é mais profunda, psicológica e espiritual: como se reage à perseguição?
Se são fiéis às orientações de Jesus, os cristãosoram por seus perseguidores e os tratam com bondade, de acordo com Mateus 5.24.

Já os gays se juntam em lobby para instaurar leis opressivas contra quem os persegue.
Sei que pareço cometer uma injustiça quando generalizo, usando o termo “os gays”.

Mas me pergunto: onde estão os homossexuais que não querem seus nomes associados a coações jurídicas? Onde estão seus blogs, suas petições, suas passeatas?
Peço a vocês, homossexuais que não concordam com nada disso: levantem-se e clamem, por favor, antes que, caso aprovem o PLC 122, seja fomentada no país uma verdadeira cultura da imposição gay. A pecha de “autoritário”, em nossos dias, não é nada agradável.

Vocês realmente acham que a opinião pública ficará a seu favor quando começarem a punir
indiscriminadamente, subjetivamente, os ofensores “homofóbicos”? (E se puníssemos os “cristofóbicos” da universidade, como seria?)
Por que não estimulam que se reaja com mais nobreza aos ataques não-violentos? (Contra os ataques violentos já existe lei.)
Se vocês não são religiosos, precisam concordar, pelo menos, que o exemplo de Jesus é inspirador.


Quanto aos cristãos, há décadas ninguém dá a mínima por eles. Continuaremos sofrendo zombarias, desprezo, ameaças.
O que faremos? Elaboraremos leis para calar à força e mandar para a prisão quem nos persegue? Não, de modo algum.
Que Jesus nos ajude a cumprir a vontade do Senhor: “Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus.”


Do blog da autora/ via Genizahvirtual


Título original: Últimas palavras sobre o PLC 122

15 maio 2011

Vingança religiosa Iraniana vai cegar seu agressor em ato de justiça


Depois de alguns anos tentando uma “vingança legal” contra o homem que a cegou com ácido, Ameneh Bahrami (foto) teve o direito concedido pela Justiça do Irã de fazer o mesmo contra os olhos de seu agressor, Majid Movahedi, de acordo com o jornal britânico “The Guardian”.

Neste sábado, Movahedi será sedado no hospital judicial de Teerã enquanto Ameneh, enfim, promoverá a sua vingança. É a primeira vez que um preso será penalizado com cegueira proveniente de ácido no Irã, um país que está acostumado a sentenciar seus detentos a partir da interpretação literal da Sharia, a lei muçulmana.

A iraniana Ameneh, que pediu pelo direito de vingança no tribunal em 2008, teve o rosto desfigurado e ficou cega, em 2004, depois que Movahedi jogou um pote de ácido em sua face, enquanto ela voltava do trabalho para casa a pé. A atitude criminosa foi uma resposta à recusa de Ameneh em se casar com Movahedi. “Ele estava segurando um recipiente com um líquido vermelho. Olhou para dentro dos meus olhos por um segundo e jogou o ácido no meu rosto”, contou a vítima durante o julgamento.

De acordo, com a imprensa iraniana, o advogado de Bahrami, Ali Safari, elogiou a sentença, afirmando que “um método apropriado foi escolhido, portanto, o condenado será cego por algumas gotas de ácido, enquanto está inconsciente”. Em novembro de 2008, um tribunal criminal de Teerã permitiu uma retribuição depois que Movahedi confessou o crime e ordenou que a mulher pudesse cegá-lo com ácido. Ele também foi condenado a pagar uma indenização a sua vítima, mas a mulher iraniana negou o “dinheiro maldito”, em suas palavras.

Para as autoridades iranianas, a sentença pode ajudar a diminuir os ataques com acido no país. Mas ativistas de direitos humanos protestaram, afirmando que tal penalidade é desumana.

Para cópia deste conteúdo, é obrigatória a publicação integral do texto e a divulgação do link www.amigodecristo.com

Paulo Lopes WEBLOG

12 maio 2011

Ateus criam empresa para cuidar de animais que ficarão sem dono no dia do arrebatamento


Eles não acreditam no arrebatamento da Igreja, mas se colocaram à disposição de donos de animais de estimação para que, quando eles forem morar no céu com Jesus Cristo, seus animais não fiquem jogados pelas ruas.

A ideia partiu de Bart Centre que fundou em 2009 o Eternal Earth-Bound Pets [Centro para animais condenados a ficar na terra]. Ateu, ele garante que quando (e se) o arrebatamento ocorrer, ele ou um de seus 44 colaboradores em 26 Estados recolherão em até 24 horas qualquer cachorro, gato, pássaro, coelho ou mamífero pequeno e cuidarão deles. Serviços para cavalos e animais de grande porte só estão disponíveis em alguns Estados americanos.

O contrato vale por 10 anos custa US$ 135 e mais US $ 20 por animal adicional. O pagamento deve ser adiantado, é claro. ”Até agora já temos mais de 250 clientes”, disse Centre, 62 anos, que já está aposentado e hoje se dedica a escrever livros antirreligião.

O idealizador do “Eternal” seleciona cuidadosamente as pessoas que vão trabalhar em sua empresa. Os socorristas precisam gostar de animais, mas não podem gostar de Jesus. Por razões óbvias, somente ateus são contratados. ”Não posso arriscar a empregar pessoas que poderão ser arrebatadas a qualquer momento”, ironiza.

Após uma análise do currículo, cada socorrista deve provar sua falta de fé ao blasfemar contra o Espírito Santo, pois segundo o texto de Marcos 3:29, tal pessoa nunca poderá ser salva.

Bart disse que muitas pessoas o tem procurado para oferecer seus serviços. Existem cerca de 8.000 cadastrados esperando ser chamados.

Rebatendo às críticas dos que afirmam que ele está enganando os cristãos para tomar dinheiro deles, Centre diz: ”Quem está usando falsos pretextos? Não inventei esse negócio de arrebatamento. Se tivesse inventado para depois fazer as pessoas aceitarem os meus serviços, podiam me chamar de enganador… São os religiosos que ficam falando sobre isso. Garanto que posso evitar que os animais morram de fome e tenho uma estrutura montada para cuidar deles. Não estou me aproveitando de ninguém, apenas satisfazendo uma demanda”, encerra.


Fonte: Gospel Prime

Com informações Pavablog

Livro reúne leis bizarras de diversos países do mundo


Você acha o sistema judiciário brasileiro uma piada? Ainda não viu nada.

Em “É Proibido Soltar Pum Após as 18 Horas” (Panda Books), Mauro Ferreira reuniu leis bizarras de países do mundo inteiro, além de algumas decisões judiciais questionáveis.

De acordo com o autor, na Suécia, por exemplo, é proibido fazer xixi de pé depois das 22h. Já na Tailândia, a lei proíbe homens de sair sem cueca e mulheres sem calcinhas.

Veja outras situações estranhas registradas no livro:
Na Tailândia, Kim Lee Chong, um senhor de 61 anos, foi condenado a 15 anos de prisão por tentar manter relação sexual com um elefante. Ele foi preso em flagrante no momento em que se preparava para subir –com as calças arriadas– num caixote colocado atrás do animal. Ele justificou a ação alegando que o elefante seria a reencarnação de sua mulher, morta 28 anos antes.

• Doze bodes foram presos na República Democrática do Congo, acusados de envolvimento na própria venda ilegal na beira da estrada. O vice-ministro da Justiça, em visita ao presídio, ordenou a libertação imediata dos animais. Ele disse que ficou abismado ao encontrar animais e seres humanos detidos em uma mesma cela. Só não se sabe qual seria a pena dos bichos caso fossem considerados culpados.Se alguém bater à porta da sua casa e lhe pedir um quarto, a lei da Escócia o obriga a deixar que o estranho entre.

Qualquer um pode exercer a medicina na Islândia, desde que obedeça a condição de exibir em seu consultório uma placa com a expressão equivalente a “charlatão”.

É contra a lei da China salvar uma pessoa que esteja se afogando, porque isso iria interferir no destino dela.

Durante a Assembleia Constituinte de 1988 do Brasil, a proposta do deputado José Paulo Bisol para a redação do inciso I do artigo 5º era: “Homens e mulheres são iguais perante a lei, exceto na gestação, parto e aleitamento”.

Andar de carrossel num domingo é uma infração em Idaho (EUA).

No Alabama (EUA), quem for pego colocando sal nas linhas ferroviárias pode ser punido com a pena de morte.

Animais podem ir para a cadeia em Chicago (EUA). Um macaco flagrado afanando produtos em uma loja, por exemplo, pegou cinco dias de prisão.

Para andar pela cidade sem se preocupar com onde pisar, os vereadores de Juiz de Fora, Minas Gerais, em 1999, decidiram criar uma lei que obrigasse os burros e cavalos a usar fraldas. A medida higiênica, no entanto, não foi aprovada.

Não é permitido aterrissar ou estacionar discos voadores nas vinhas da França.

Mulheres não podem aparecer em público, na Arábia Saudita, a não ser que estejam acompanhadas de um homem da família.

Homossexuais podem ser expulsos de Cingapura.

Você vai precisar de uma autorização se quiser andar de bicicleta em Israel.

Em Antibes, na França, é proibido tirar fotos de policiais ou de viaturas, mesmo que eles só apareçam nos fundos ou de relance.

Já em Sioux Falls, Dakota do Sul (EUA), os quartos dos hotéis só podem ter camas de solteiro. Se houver mais de uma no mesmo quarto, elas devem ficar a 60 centímetros de distância uma da outra. E é proibido transar no chão, no espaço entre as camas.

Estrangeiros com vistos vencidos podem ser punidos com golpes de vara em Cingapura.
No Texas (EUA), a legislação permite que uma galinha transe com você, mas proíbe que você transe com ela.

Em Chicago (EUA), é proibido comer em um estabelecimento que esteja pegando fogo.
Diz uma lei do estado de Washington (EUA) que visa reduzir o crime: “É obrigatório a motoristas com intenções criminosas parar o carro e telefonar ao chefe de polícia quando estiver entrando na cidade”.

Sexo com cangurus só é permitido, na Austrália, a pessoas bêbadas.
*
“É Proibido Soltar Pum Após as 18 Horas”
Autor: Mauro Ferreira
Editora: Panda Books
Páginas: 116
Quanto: R$ 19,90

Via pavazine

Cannes se comove com o novo e outonal Gus Van Sant

Mesmo sem as transgressões de linguagem de “Elefante” (2003) e “Paranoid Park” (2007), “Restless”, o novo Gus Van Sant, exibido esta manhã na abertura da mostra Un Certain Regard do Festival de Cannes, comprova uma vez mais a fina sintonia do cineasta com os anseios da juventude dos anos 2000/ 2011.

Pode-ser dizer que o longa-metragem, mesmo tendo a morte como eixo dramático, funciona como um “filme para namoradinhos”, abordando a paixão de um casal de mórbidos costumes. Ela, Annabel (Mia Wasikowska, a “Alice” de Tim Burton), é uma portadora de um câncer em fase terminal, cujos maiores prazeres são a leitura de ensaios sobre Darwin e a observação de pássaros e insetos. Ele, Enoch (a revelação chamada Henry Hopper, filho de Dennis Hopper), é um órfão cujo melhor amigo é o fantasma de um piloto kamikaze japonês.

No primeiros 30 minutos de “Restless”, fica uma sensação de que Van Sant retoma questões românticas de sua obra-prima, “Genio indomável” (1997), mas sem a mesma contundência de antes. Lá pela metade do longa, suas intenções ficam mais claras. O longa rodado com Matt Damon nos anos 1990 era uma análise sobre o amadurecimento entre pessoas maculadas pela inadequação social. Já este tocante romance, de clima outonal, prefere se apegar à ingenuidade da paixão pueril e realçar sua importância como rito de passagem.

Se vier para o Festival do Rio, “Restless” sera um hit na certa. Por aqui pela Croisette, filas e filas de espectadores deixaram o filme chorando. Sua beleza contagia.

11 maio 2011

10 COISAS PARA APRENDER COM OS JAPONESES


– 01 –

A CALMA

Nenhuma imagem de gente se lamentando,

gritando e reclamando que

“havia perdido tudo”.

A tristeza por si só já bastava.



– 02 –

A DIGNIDADE

Filas disciplinadas para água e comida.

Nenhuma palavra dura e nenhum gesto de desagravo.


– 03 –

A HABILIDADE

Arquitetos fantásticos, por exemplo.

Os prédios balançaram, mas não caíram.


– 04 –

A SOLIDARIEDADE

As pessoas compravam somente o que realmente

necessitavam no momento.

Assim todos poderiam comprar alguma coisa.


– 05 –

A ORDEM

Nenhum saque a lojas.

Sem buzinaço e tráfego pesado nas estradas.

Apenas compreensão.


– 06 –

O SACRIFÍCIO

Cinqüenta trabalhadores ficaram para bombear água do mar

para os reatores da usina de Fukushima.

Como poderão ser recompensados?


– 07 –

A TERNURA

Os restaurantes cortaram pela metade seus preços.

Caixas eletrônicos deixados sem qualquer tipo de vigilância.

Os fortes cuidavam dos fracos.


– 08 –

O TREINAMENTO

Velhos e jovens,

todos sabiam o que fazer e fizeram exatamente

o que lhes foi ensinado.


– 09 –

A IMPRENSA

Mostraram enorme discrição nos boletins de notícias.

Nada de reportagens sensacionalistas com repórteres imbecis.

Apenas calmas reportagens dos fatos.


– 10 –

A CONSCIÊNCIA

Quando a energia acabava em uma loja,

as pessoas recolocavam as mercadorias nas prateleiras

e saiam calmamente.



NENHUM ARRASTÃO, CONTRA O POVO ou PARA ROUBAR O COMÉRCIO


cristaoconfuso

07 maio 2011

MUITA SAUDADE DA MINHA MÃE.


Saudade da minha mãe, dos nossos passeios, das conversas, da sua sabedoria, da sua graça, da sua risada e do seu exelente humor.....

Da sua maneira linda de viver a vida e amar as pessoas......do seu colo, da sua amizade, do seu cuidado.......

Saudade quando chegava das festas e ela me esperando pra contar as novidades...

Saudade de um tempo que foi explorado, conquistado e curtido com muito amor e cumplicidade.

Deus me abençoou com uma mãe maravilhosa e me deu a oportunidade de estarmos juntas por muitos anos.

Por isso não perdi, ganhei um presentão com a sua presença.

Saudade....é o amor que ficou.

O amor na visão das crianças


"Amor" foi o tema de pesquisa feita por profissionais de educação e psicologia a um grupo de crianças entre 4 e 8 anos, nos EUA, e transcrito no jornal "O que é o amor?"


"Amor é quando alguém te magoa, e você, mesmo muito magoado, não grita, porque sabe que isso fere seus sentimentos" - Mathew, 6 anos

"Quando minha avó pegou artrite, ela não podia se debruçar para pintar as unhas dos dedos do pé. Meu avô, desde então, pinta as unha para ela. Mesmo quando ele tem artrite" - Rebecca, 8 anos

"Eu sei que minha irmã mais velha me ama, porque ela me dá todas as suas roupas velhas e tem que sair para comprar outras" - Lauren, 4 anos

"Amor é como uma velhinha e um velhinho que ainda são muito amigos, mesmo conhecendo há muito tempo" - Tommy, 6 anos

"Quando alguém te ama, a forma de falar seu nome é diferente" - Billy, 4 anos

"Amor é quando você sai para comer e oferece suas batatinhas fritas, sem esperar que a outra pessoa te ofereça as batatinhas dela" - Chrissy, 6 anos

"Amor é quando minha mãe faz café para o meu pai e toma um gole antes, para ter certeza que está do gosto dele" - Danny, 6 anos

"Amor é o que está com a gente no natal, quando você para de abrir os presentes e o escuta" - Bobby, 5 anos

"Se você quer aprender a amar melhor, você deve começar com um amigo que você não gosta. - Nikka 6 anos.

"Quando você fala para alguém algo ruim sobre você mesmo e sente medo que essa pessoa não venha a te amar por causa disso, aí você se surpreende, já que não só continuam te amando, como agora te amam mais ainda" - Samantha , 7 anos

"Há dois tipos de amor, o nosso amor e o amor de Deus, mas o amor de Deus junta os dois" - Jenny, 4 anos

"Amor é quando mamãe vê o papai suado e mal cheiroso e ainda fala que ele é mais bonito que o Robert Redford" - Chris, 8 anos

"Durante minha apresentação de piano, eu vi meu pai na platéia me acenando e sorrindo. Era a única pessoa fazendo isso e eu não sentia medo" - Cindy, 8 anos

"Não deveríamos dizer eu te amo a não ser quando realmente o sintamos. e se sentimos, então deveríamos expressá-lo muitas vezes. As pessoas esquecem de dizê-lo" - Jessica, 8 anos

"Amor é se abraçar, amor é se beijar, amor é dizer não" - Patty, 8 anos

"Amor é quando seu cachorro lambe sua cara, mesmo depois que você deixa ele sozinho o dia inteiro" - Mary Ann, 4 anos

"Deus poderia ter dito palavras mágicas para que os pregos caíssem do crucifixo, mas ele não disse isso. Isso é amor" - Max, 5 anos".
(com certeza é a melhor definição de amor que eu já li até hoje)

Para que você possa viver o amor não é preciso procurar muito, ele está nas pequenas coisas...
Apenas ame como criança, e será muito feliz.

(Fonte e autoria desconhecida)
Meninas do Reino

O QUE MUDA COM A DECISÃO DO STF SOBRE OS GAYS?


O que mudou com o reconhecimento oficial do que já existe? Pra mim, nada.

Eu nunca tive tesão por outro homem... Pode ser legal, agora, mas pra mim, não muda nada.

Muda para aqueles que abriram mão de pensar e acham que podem virar gays a qualquer instante... Os antigays se parecem muito com aqueles caras de Brokeback Mountain... "tá frio... a gente tá sozinho aqui... vamos transar?" rsrs

Ou seja, os antigays parece que vivem se coçando pra transar com os gays, por isso lutam pra que a coisa não fique legal, pois, se ficar legal, a coceira vai vencê-los... rsrsrs

Eu ficaria preocupado e teria lutado contra se a Lei fosse me obrigar a ser homossexual. Aí, eu esbravejaria e, se passassem tal Lei aqui, eu mudaria de país.

Mas, me diga, seriamente, a Lei aprovada agora obriga você a ser gay? Não? Então, qual é o problema? Você quer mandar nos órgãos sexuais dos outros? Saiba, nos meus mando eu -- e eles só gostam de mulher.

Ah, por favor, pare com a hipocrisia. Acabe com essa história de que "vai ser horrível para as crianças que eles agora poderão adotar". Por que vocês não adotaram todas as crianças abandonadas, antes? Ou seja, as crianças continuarem sem um lar, abandonadas, nunca foi um problema para vocês. Problema é se os gays derem a elas o lar que vocês se recusaram a dar? Ou são os gays que abandonam suas crianças em latas de lixo?

Você acha que os gays vão influenciar, com o exemplo, os filhos adotados a serem gays? Ora, então, por que o exemplo dos héteros não surtiu o mesmo efeito? Afinal, os gays são filhos de héteros e tiveram pais héteros como exemplo.

Ah, isso é contra a sua fé? Ora, a fé é sua. Eu não quero ser obrigado a obedecer a sua fé. Por que obrigaria outros a obedecer a minha?

Isso é contra a Lei de Deus? Ora, os ministros do Supremo não são Aiatolás e nem Papas. Eles julgam apenas o que é Constitucional. E eles já julgaram.

Ponto final.
Abcs Bento /blogdobento.blogspot.com