11 outubro 2009

O AMOR AOS FILHOS



O amor, o afeto e a dedicação são traços marcantes que moldam o caráter dos filhos. Os filhos precisam se sentir amados, protegidos e queridos.

1) Demonstração de amor em público
Vejo muitos pais, na igreja, na sociedade e nas festas, abraçar, beijar elogiar as crianças dos outros. Mas nunca fazem isso com seus próprios filhos. Sempre são ríspidos com os filhos, chamam-lhes a atenção em público e alguns até batem nos seus filhos na presença de outras pessoas. Isso deixa os filhos revoltados e eles imaginam que são piores que todas as crianças.
Que não merecem carinho e amor.

2) Sendo amigo dos filhos

Não obstante sermos pais precisamos ser amigos de nossos filhos. Quando o filho não vê em seu pai ou mãe um amigo, ele vai procurar em outra pessoa aquilo que não encontra em nós. Aí entram em cena os homossexuais, viciados em drogas, marginais, irresponsáveis, mentirosos, beberrões, etc.

É lamentável, mas seus próprios pais lançam seus filhos no mundo.
Tem aqueles que se omitem, fingem não ver o que está acontecendo.
Outros ainda, suprem sua ausência na vida dos seus filhos, dando coisas materiais.
Ser pai, ser mãe é trabalhoso. É muito mais fácil se omitir das tarefas e responsabilidades.

Os filhos são herança, bênção e alegria, mas também eles são uma responsabilidade para os pais. Temos o dever de instruí-los no caminho certo para que ao crescerem não desviem jamais.

Que Deus dê graça e sabedoria a todos os pais e mães para saberem criar seus filhos.

Pr.22:6 "Instrui a criança no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele."

Nenhum comentário:

Postar um comentário